30 de novembro de 2012

Isolamento...


Obstáculo


Sacrifícios


23 de novembro de 2012

Perseverança


(...) Por isso que ficamos maiores quando perseveramos.
Por que, no final, a resposta é sempre o amor de Deus nos alargando. É sempre a nossa capacidade de amar de novo que vem à tona. Porque depois de um tempo, a gente quase não precisa justificar a sorte com o acaso. A gente quase não precisa de sorte. 

(Priscila Rôde)

Sensibilidade...


Às vezes é preciso dormir, dormir muito. Não pra fugir, mas pra descansar a alma dos sentimentos. Quem nasceu com a sensibilidade exacerbada sabe quão difícil é engolir a vida. Porque tudo, absolutamente tudo devora a gente.

Marla de Queiroz

Viva para mudar!


”Você não pode se fechar para o mundo por medo de se machucar. Senão você vai se machucar por não viver, viva todo dia, viva devagar. Ande pelo submundo, mais saiba voltar. Viva pela vida, viva pelo mundo. Viva para mudar.”

Charlie Brown Jr.

21 de novembro de 2012

O que gosto...



Não tenho paciência pra coisa falsa, não. Eu gosto é de olho no olho, beijo estalado, mão que aperta firme e gente que não tem medo de ser como é. Viver uma vida de mentira não combina comigo, é por isso que nem sempre me dou bem (este mundo está cada vez mais maluco). Mas prefiro ser assim do que ficar atuando o tempo inteiro. Se eu gosto, eu gosto. Se eu não gosto, até tento disfarçar, mas meu olhar SEMPRE me entrega. Quem me conhece bem sabe disso.

Clarissa Corrêa

Alimento...


Dentro de mim, existem dois lobos:
O lobo do ódio e o lobo do amor.
Ambos disputam o poder sobre mim.
E quando me perguntam qual lobo é vencedor,
respondo:
O que eu alimento

Provérbio Indígena

A vida é mesmo surpreendente...


A vida é mesmo surpreendente. Muitas vezes a gente recebe um carinho de quem menos espera. E não recebe nada de quem esperava algo.

Clarissa Corrêa

16 de novembro de 2012

Superar.


Anestesia


O Cacto e a Borboleta



Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta, mas Deus deu-lhe um cacto e uma lagarta triste. O homem não entendeu o porquê do seu pedido vir errado.
E então pensou: “Também, com tanta gente para atender…”
Mas desistiu e resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixara esquecido. Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto tinha nascido a mais bela das flores; e a horrível lagarta transformara-se numa belíssima borboleta.
Então, meu amigo, reflita: Deus sempre age certo.
O Seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar a dar tudo errado. Mesmo se você pediu a Deus uma coisa e recebeu outra, confie!
Tenha a certeza de que Ele sempre te dá o que você precisa no momento certo! Mas nem sempre o que você deseja é o que você precisa!
Como o nosso amado Deus nunca erra, siga em frente sem murmurar ou duvidar, pois o espinho de hoje será a flor de amanhã!

9 de novembro de 2012

Oportunidades




          "Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é passageira, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes!”



O Concerto do Grande Mestre


Para encorajar o progresso do filho ao piano, a mãe levou-o a um concerto de Paderewski. Depois de se sentarem, a mãe viu uma amiga na plateia e foi saudá-la. Tendo oportunidade para explorar o teatro, o pequeno levantou-se e foi percorrendo o espaço. Acabou diante duma porta onde se lia: "Proibido entrar. Quando as luzes diminuíram e o concerto estava quase a ter início, a mãe regressou ao seu lugar. Deu-se conta que o filho não se encontrava lá. De repente, as cortinas se abriram e as luzes incidiram sobre um piano impressionante, lá bem no cento do palco.

A mãe foi então surpreendida pelo filho sentado ao piano, inocentemente procurando as notas do Cai, cai, balão. Naquele momento, o grande mestre fez sua entrada. Dirigiu-se logo para o piano e sussurrou ao ouvido do menino: “Não pares, continua a tocar”. Inclinado sobre o piano, Paderewski estendeu a mão esquerda e começou a improvisar a parte do baixo. A seguir colocou a mão direita em volta do menino e serviu-se dela para juntar uma bela melodia. Juntos, o velho mestre e o jovem estreante, transformaram aquele embaraço numa experiência maravilhosamente criativa. O público ficou extasiado!

O mesmo se passa com Deus...

O que podemos conseguir por nossa conta, não vale sequer a pena mencionar. Fazemos o melhor possível!… Não resulta, porém, numa música bela e harmoniosa. Mas com as mãos do Mestre, os nossos gestos podem ganhar um toque de beleza.

Da próxima vez que decidires realizar alguma coisa, escuta atentamente. Ouve a voz do Mestre, sussurrando ao teu ouvido: " Não pares, continua a tocar". Sente os seus braços amorosos a envolver-te. Dá-te conta de que as suas mãos fortes também tocam no concerto da tua vida. Lembra-te: Deus não chama aqueles que estão preparados. Ele prepara os que são chamados. Estará sempre contigo para te amar e conduzir. Para fazer em ti e por ti grandes coisas!...

Ser...


7 de novembro de 2012

Grandes coisas...


O Silêncio dos Lobos



Pense em alguém que seja poderoso... Essa pessoa briga e grita como uma galinha, ou olha e silencia como um lobo? Lobos não gritam. Eles têm a aura de força e poder. Observam em silêncio. Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio. Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas. Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos. Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis. Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota. Olhe. Sorria. Silencie. Vá em frente.
 Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar. Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso. Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) idéia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques. Não é verdade! Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que quer reagir. Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal. Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça. Você pode escolher o silêncio.
Além disso, você não terá que se arrepender por coisas ditas em momentos impensados, como defendeu Xenocrates, mais de trezentos anos antes de Cristo, ao afirmar: “Me arrependo de coisas que disse, mas jamais do meu silêncio". Responda com o silêncio, quando for necessário. Use sorrisos, não sorrisos sarcásticos, mas reais. Use o olhar, use um abraço ou use qualquer outra coisa para não responder em alguns momentos. Você verá que o silêncio pode ser a mais poderosa das respostas. E, no momento certo, a mais compreensiva e real delas.

Aldo Novak

Daqui para a frente...


Apressa-te em ser feliz!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...